Anos 60 Anos 70 Anos 80 Anos 90 Anos 2000 Anos 2005 Anos 2010 Anos 2015 Referência

2015 – A empresa RIEGL destacou a apresentação de seu equipamento VZ-400i – o sucessor do VZ-400 – na Intergeo 2015 – Stuttgart, Alemanha. O fabricante destacava a aquisição de dados e georreferenciamento simultâneo com filtragem e análise em tempo real, conectividade em nuvem via Wi-Fi e 4G LTE, incorporação de inercial MEMS para estimativa de posicionamento, bem como uma opção de câmera digital. O equipamento VZ-400i trabalha com frequência operacional nominal de 1,2 MHz e qualidade posicional de 5 mm.

2015 – A empresa RIEGL anunciou, na Intergeo 2015 – Stuttgart, Alemanha, o LiDAR aerotransportado topo-batimétrico modelo VQ-880-G, equipado com um canal infravermelho opcional para suplementar os dados adquiridos pelo LASER verde.

2015 – A empresa RIEGL mostrou, na Intergeo 2015 – Stuttgart, Alemanha, a plataforma BathyCopter, derivada do Ricopter, como um sistema de levantamento batimétrico baseado em pequenos RPAs, apropriado para perfis de rios ou reservatórios de água. O conjunto integra a plataforma RPA, um LiDAR topo-batimétrico, um sistema inercial e GNSS, câmara digital e unidade de controle.

2015 – A empresa Hexagon Leica Geosystems disponibilizou comercialmente a tecnologia de LiDAR pessoal com o sistema Pegasus: Backpack. O sistema combina cinco câmaras e um sensor LiDAR, montados em um chassi de fibra de carbono ultra leve e ergonômico, apoiado ao corpo como uma mochila. Este sistema é utilizado para visão 3D interna ou externa para criação de documentação profissional ou de engenharia, atendendo as prerrogativas de modelagem BIM (Building Information Modeling). O posicionamento preciso é alcançado em áreas restritas ao GNSS usando a tecnologia SLAM (Simultaneous Localization and Mapping).

2015 – A empresa Teledyne Optech Inc. apresentou detalhes do equipamento ALTM Gemini com a tecnologia PulseTrack cuja função seria evitar as lacunas de pontos na nuvem (zonas cegas) ao cobrir áreas com relevo com variações abruptas, mantendo a altura de voo fixa e por conseguinte, a densidade e consistência dos pontos LASER no terreno.

2015 – A Harris Co. revelou seu LiDAR Geiger-mode ao mercado. Este equipamento pode operar em uma aeronave voando a 500 km/h a 8.000 m de altura. É baseado na tecnologia que Richard Marino e outros desenvolveram no MIT Lincoln Laboratory.

2015 – A Hexagon Leica Geosystems apresentou o LiDAR batimétrico Chiroptera II. Os melhoramentos em relação ao seu antecessor são: LASER batimétrico de 35 kHz (532 nm), LASER topográfico de 500 kHz (1064 nm), utilização em plataforma estabilizadora e alteração do sistema GNSS e inercial.

2015 – A empresa Teledyne Technologies Inc. adquiriu a totalidade do controle acionário da canadense Optech Inc.

2016 – A empresa RIEGL lançou o sistema integrado VMQ-1HA e o VMX-1HA para Mapeamento Móvel, tendo como sensor o LiDAR cinemático VUX-1HA. Os sistemas diferem na quantidade de sensores LASER.

2016 – A empresa Teledyne Optech Inc. apresentou o equipamento ALTM Galaxy com as tecnologias PulseTRAK e SwathTRAK desenvolvidas pela fabricante. A tecnologia PulseTRAK substitui os métodos convencionais de multipulso para frequência de operação alta em também alturas de voo grandes. A tecnologia SwathTRAK permite a alteração dinâmica da largura da varredura no terreno durante a coleta de pontos LASER para manter estas larguras fixas com uma distribuição de pontoshomogênea, mesmo em terrenos com grandes variações de relevo.

2016 – A empresa Teledyne Optech Inc. lançou o Eclipse, um modelo automático e integrado de LiDAR com câmara aérea que elimina a necessidade de operador. Com capacidade de coletar de 4 a 25 pts / m2, o Eclipse operava a 1.000 m de altura de voo, coletando pontos LASER com até 7 retornos. A frequência de operação nominal era de 450 kHz.

2016 – A empresa RIEGL apresentou um LiDAR Batimétrico em plataforma RPA denominado Bathycopter. Operava com um LASER verde Classe 2M com frequência de operação de 4 kHz. O sistema operava em alturas de 10 a 30 m acima da superfície da água e não fazia varreduras, apenas perfis lineares. Opcionalmente, o sistema acoplava uma câmara digital Sony Alpha 6000.

2016 – A empresa RIEGL lançou uma versão do LiDAR VUX-1UAV denominada mini-VUX-1UAV. Este equipamento opera com uma frequência de 100 kHz a uma altura nominal de voo de 100m. Tinha capacidade de gravação de até 5 retornos de pulso e pesava cerca de 1,6 Kg. Não tinha suporte a sistema inerciais.

2016 – O sistema LiDAR de duplo canal VQ-1560i foi o sucessor do sistema de mapeamento aéreo LMS-Q1560 da empresa RIEGL. O equipamento opera com dois LiDAR lineares com uma frequência operacional de 2 MHz e até 1,33 milhões de medições por segundo no terreno. O equipamento captura dados em densidades pontuais de 2 pts/m² até mais de 60 pts/m² em altura de voo operacional de 5.000m. O VQ-1560i usa a tecnologia MTA (Multiple-Time-Around) para processar até 20 pulsos no ar simultaneamente.

2017 – A empresa RIEGL apresentou na InterGeo 2017 – Berlim, Alemanha – O LiDAR terrestre de longo alcance denominado VZ-2000i 3D. Segundo o fabricante, o equipamento captura até 1,2 milhão de medições por segundo em alvos distantes de até 2.500 metros, com qualidade posicional de 5 mm.

2017 – A empresa RIEGL lançou na InterGeo 2017 – Berlim, Alemanha – o equipamento LiDAR aerotransportado modelo VQ-780i. O equipamento opera com frequência de 666 kHz em um ângulo de varredura de 60 graus. O sistema foi projetado para aquisição de dados em baixa, média e alta altitude, abrangendo várias aplicações de Perfilamento a LASER.

2017 – A empresa RIEGL revelou na InterGeo 2017 – Berlim, Alemanha – o sistema LiDAR de mapeamento de duplo canal denominado VQ-1560i-DW. O novo modelo do equipamento VQ-1560i oferece uma melhor caracterização do alvo por meio de medições simultâneas com dois comprimentos de onda (infravermelho e verde).

2017 – A empresa RIEGL introduziu na InterGeo 2017 – Berlim, Alemanha – o sistema LiDAR de mapeamento topo-hidrográfico aerotransportado modelo VQ-880-GH. O sistema possui um fator de forma otimizado para altura de voo reduzida para operação em helicópteros, além de opções de uso de câmaras digitais incorporadas ao conjunto.

2017 – A empresa RIEGL trouxe na InterGeo 2017 – Berlim, Alemanha – as novas versões do VUX-1UAV e o miniVUX-1UAV com o APX20, integrados com o sistema inercial APX20 e GNSS da Applanix. O kit de integração miniVUX-1UAV foi lançado para plataformas RPA multirrotor como o DJI M600.

2017 – O conglomerado Hexagon por meio de sua subsidiária Leica Geosystems, que adquiriu a empresa americana Sigma Space Co. em 2016, apresenta o SPL 100, um LiDAR single-photon baseado na tecnologia de John Degnan.

2017 – A empresa Teledyne Optech Inc. apresentou o sistema portátil de mapeamento móvel Maverick. O sistema Maverick coleta até 700.000 pontos por segundo com sensor LASER Velodyne HDL 32 e captura imagens com resolução de 5 Mpx com seis câmaras LadyBug 5.

2018 – A empresa Teledyne Optech Inc. apresentou o equipamento ALTM Galaxy T1000. O equipamento opera com frequência de 1MHz LASER PRF e com as tecnologias PulseTRAK e SwathTRAK desenvolvidas pela fabricante.

2018 – A empresa Hexagon Leica Geosystems apresentou o sistema integrado de LiDAR pulsado chamado de Terrain Mapper. O TerrainMapper pode coletar até a taxa de medição de 2 MHz, operando com a tecnologia de múltiplos pulsos no ar (MPiA). A altura nominal de voo de vai de 300 a 5.000 m. Uma câmara digital embutida capta dados RGB para colorização de nuvens de pontos com opções de 3 ou 4 bandas registradas.